CAMPANHA DE TROCA - Colchões com descontos até 600€ - Facilidades de Pagamento Saiba Mais
Pedido de Informações
Enviando...
A sua mensagem foi enviada com sucesso!
Fechar

Doenças Reumáticas

A Colunex®, empresa exportadora 100% portuguesa, concebe e desenvolve produtos, os quais, quer sob o aspecto profilático, quer terapêutico, inserem-se no contexto das doenças reumáticas. Milhares de pessoas em Portugal sofrem de doenças reumáticas, pelo que consideramos este tema, abordado de forma simples e clara, de grande interesse.

Os conteúdos a apresentar têm como fonte o livro “Doenças Reumáticas - Todas as respostas” publicado pela revista Saúde e Bem-Estar com o apoio técnico-científico da Colunex® e assentam-se no papel educativo da empresa que se tornou uma obrigação social e impeliu a mesma a promover acções de esclarecimento sobre temas de interesse na área da saúde.


Dores Localizadas: Reumatismo das Partes Moles

O que é o reumatismo das partes moles?

Designa-se assim o grupo de doenças que têm a sua origem no aparelho locomotor e que afecta as estruturas próximas das articulações, como os tendões e as bolsas serosas.


O que é um tendão?

Um tendão é uma espécie de “elástico” que une os músculos aos ossos. A sua função é a de transmitir aos ossos os movimentos gerados pelas contracções musculares. Possuem uma estrutura fibrosa muito resistente, que lhes permitem suportar grandes tensões, sem se romperem.


O que é uma bolsa serosa?

É uma espécie de “almofada” repleta de uma pequena quantidade de líquido, cuja missão é facilitar o deslocamento dos tendões ou da pele sobre as estruturas ósseas vizinhas. Se não existissem, os movimentos repetitivos produziriam um roçamento contínuo do osso sobre a pele ou o tendão, que poderia lesionar ou, inclusive, romper estas estruturas.


O que é a tendinite e a bursite?

A tendinite é a inflamação de um tendão e a bursite é a inflamação de uma bolsa serosa.


Porque razão ocorrem tais inflamações?

Existem muitas causas que podem provocar a inflamação de um tendão ou de uma bolsa serosa. Frequentemente, são os microtraumatismos repetitivos sobre as ditas estruturas, produzidos durante as actividades normais da vida diária, os responsáveis pala inflamação. No entanto, podem ter lugar no contexto de uma gota ou de outras doenças articulares geradas pelo depósito de cristais macroscópicos. Ocasionalmente, é uma infecção local a responsável pelo processo inflamatório. Existem, por último, doenças reumáticas que afectam, de modo generalizado, muitas estruturas, podendo provocar tendinites e bursites.


Como se diagnosticam?

As tendinites e as bursites diagnosticam-se a partir dos dados fornecidos pelo doente, sobre as características da sua dor, bem como mediante uma exploração minuciosa do aparelho locomotor. O reumatologista é perfeitamente capaz de chegar a um diagnóstico preciso, através do interrogatório ao doente e de um exame físico de rotina.


É possível sofrer de uma tendinite e as radiografias serem normais?

É habitual que, numa tendinite, as radiografias não mostrem alteração nenhuma. Noutras ocasiões, é possível detectar depósitos de cálcio no tendão.


Quais são as localizações mais frequentes das bursites?

Localizam-se mais frequentemente: na rótula – bursite prepatelar; atrás do cotovelo – bursite olecraniana; prócimo de um joanete; junto ao ombro – bursite subcromial; ou na nádega – bursite glútea ou isquiática.


Quais são as localizações mais frequentes da tendinite?

Embora qualquer tendão possa ver-se afectado, os que, com maior frequência, apresentam tendinites são os que rodeiam o ombro, os que “servem” os dedos das mãos, os que rodeiam a anca, os dos joelhos e o tensão do calcanhar.


Como se trata uma bursite?

Antes de iniciar o tratamento, o reumatologista deve investigar certas características do liquido que se encontra no interior da bolsa inflamada, já que uma bursite pode produzir-se como consequência de uma infecção, de uma gota ou de outras doenças reumáticas.


Como é que se pode saber se uma bursite foi produzida por um agente infeccioso?

Existem alguns dados que permitem suspeitar da origem infecciosa de uma brusite, nomeadamente a presença de febre elevada, calafrios ou vermelhidão importante da pele vizinha.
Se, na análise do liquido da bolsa, se isola algum micróbio, estabelece-se o diagnóstico de bursite infecciosa, também chamada séptica ou bacteriana. O tratamento consistirá, então, na drenagem do liquido, na utilização de antibióticos e no repouso da zona onde se produziu a bolsa.


E como é que se conclui que uma bursite foi produzida por gota?

Para o reumatologista, é muito fácil saber se a bursite foi produzida pelos cristais de urato, graças a um microscópio especial, que lhe permite ver se o liquido extraído contem cristais microscópicos.


Qual é o tratamento de uma bursite não infecciosa?

Trata-se mediante o repouso da zona afectada e a utilização de anti-inflamatórios. São especialmente eficazes as infiltrações locais, tratamento levado a cabo pelos reumatologistas.


O que é uma infiltração local?

Basicamente, consiste na introdução de um agente anti-inflamatório dentro da própria bolsa serosa ou nas proximidades de um tendão. Produzem uma melhoria muito rápida da dor e da tumefacção e, devido à sua acção local, não apresentam os frequentes efeitos secundários dos medicamentos anti-inflamatórios administrados por via oral, como a dor de estômago, as náuseas e os vómitos.


O que é a tendinite aquilea e como se trata?

É a inflamação do tendão de Aquiles, que se localiza na parte posterior do calcanhar. Trata-se do tendão que suporta as maiores tensões ao caminhar e ao correr, pelo que é frequente o aparecimento de tendinites, após longas caminhadas ou depois de realizar actividades desportivas. Manifesta-se sob a forma de uma dor intensa, na zona posterior do calcanhar, a qual desaparece com a restrição da actividade e o uso de fármacos anti-inflamatórios. As infiltrações locais nesta zona comportam um risco elevado de rotura e devem ser realizadas com muita precaução. Outras possibilidades terapêuticas são a iontoforese – introdução, por meio de correcta eléctrica, de substâncias terapêuticas diversas nos tecidos, para fazê-las chegar às zonas lesionadas - , assim como a aplicação de ultra-sons ou laser.


Qual é o prognóstico da tendinite?

Depende da causa que a produz. Se é devida a microtraumatismos, provocados por actividades repetitivas, é necessário modificar esses hábitos, de modo a que a lesão não reapareça. Por vezes, o doente apresenta uma tendência para a acumulação de sais de cálcio nos tendões e, nestes casos, é típica o aparecimento de tendinites em múltiplas localizações e de modo reiterado. Por último, a tendinite pode produzir-se no contexto de uma doença reumática.



Subscreva a nossa newsletter e mantenha-se a par de todas as novidades, dicas e conselhos úteis.
Enviando...
A sua mensagem foi enviada com sucesso!

Partilhe: 

Veja também...

melhor colchão colunex

Conheça as melhores dicas para dormir melhor?

Sono e Saúde
Explore o Artigo
melhor colchão colunex

Qual o melhor colchão, almofada ou cama?

Produtos para Dormir Melhor
Explore o Artigo
sono e saude colunex ambiente Colchões

benefícios
Conheça os benefícios essenciais para um sono saudável e de que forma são oferecidos pelos colchões Colunex®. Aprenda a escolher o colchão ideal.

coleção
sono e saude colunex ambiente Almofadas

benefícios
Almofada enquanto complemento essencial no alcance de duas qualidades fundamentais para o sono saudável; postura e a hipo-alergenia.

coleção
sono e saude colunex ambiente Camas

benefícios
Camas que engrandecem a qualidade de sono, produzidas por um controlo interno único. Benefícios dos sommiers fixos, com arrumação e articulados.

coleção
sono e saude colunex ambiente Poltronas

benefícios
Conheça 5 características fundamentais e papel da poltrona terapêutica. Qualidades tecnológicas e benefícios para a saíde dos sistemas vibratórios.

coleção

Contacto

Encontre Lojas Oficiais, Revendedores & Hotéis

Solicite Catálogo Digital e outras Informações

Enviando...
A sua mensagem foi enviada com sucesso!