Pedido de Informações
Fechar

Ácido úrico e gota

O que é a gota?

É uma doença produzida pela presença anormal de cristais de ácido úrico nas articulações, bem como noutras estruturas. Para o seu diagnóstico, é necessário identificar esses cristais no liquido articular, não basta ter valores elevados de ácido úrico.


Como se manifesta?

A gota manifesta-se através de ataques de dor intensa, inchaço local, calor e vermelhidão, sintomas que, em 70% dos casos, se localizam na articulação da base do dedo grande do pé. Durante o repouso nocturno, a pele torna-se muito sensível ao roçar dos lençóis e a dor aumenta. Começa com crises que, com o tempo, vão sendo cada vez mais frequentes, até começarem a afectar outras articulações, como o joelho, as mãos, e os cotovelos.


Que outras articulações podem ser afectadas?

Os joelhos, as mãos e os cotovelos também podem ver-se afectados logo num primeiro ataque, mas são alvos, sobretudo, das crises sucessivas.


O que é o ácido úrico?

O ácido úrico é um resíduo do metabolismo das proteínas, não digerível pelo nosso organismo e excretado na urina.


Em que circunstancias aumentam ou diminuem os níveis de ácido úrico?

Aumentam após a ingestão excessiva de álcool ou de alimentos ricos em purinas; diminuem quando se seguem dietas pobres em proteína e se bebe muita água.


É possível sofrer de gora e apresentar, simultaneamente, valores normais de ácido úrico?

Sim, já que, depois de um ataque agudo, os valores do ácido úrico podem descer; o mesmo sucede se, antes da análise, a pessoa que sofre tiver bebido muita água, dado que, nestes casos, o ácido úrico dilui-se e os níveis descem.


O que são os cristais de urato e onde se depositam?

O excesso de ácido úrico deposita-se sob a forma de cristais de urato monossódico. São cristais miscoscópicos e em forma de agulha. Quando estes cristais são “ingeridos” pelas células do liquido articular e estas células se rompem no interior da articulação, desncadeia-se o processo de inflamação. À medida que se sucedem os ataques, os cristais vão-se depositando no osso, nas proximidades da articulação, podendo chegar a destrui-lo. Também podem acumular-se, formando uma espécie de “pasta grumosa”, nas estruturas pouco vascularizadas, como as cartilagens da orelha ou os tendões expostos a roçamento – os do tornozelo ou do cotovelo – ou, ainda, nas bolsas serosas, formando algomerados sob a pele, visíveis, mas não dolorosos, conhecidos como “tufos”. Nas vias urinárias, os cristais de urato agrupam-se, formando cálculos radiotransparentes, isto é, que não se vêem nas radiografias simples.


Como podem eliminar-se?

Os depósitos de cristais de urato formam-se muito lentamente, embora de modo progressivo e constante, enquanto os valores de ácido úrico se mantiverem elevados. A sua eliminação é, igualmente, lenta.


Quais são as causas dos ataques de gota?

Os primeiros ataques são súbitos, podendo ocorrer após a ingestão excessiva de determinados alimentos ou de álcool, mas também após jejuns prolongados ou, ainda, em virtude da toma de medicamentos que aumentem a eliminação da urina, como os diuréticos. Igualmente, em consequência de esforços – uma caminhada prolongada e pouco habitual, por exemplo – ou de intoxicações crónicas, como a causada pela exposição ao chumbo.


A gota pode causar artrite?

A gosta é uma causa frequente de artrite, já que o depósito de cristais no interior da articulação pode desencadear um processo inflamatório.


Que outras doenças se podem desenvolver em pessoas que sofrem de gota?

É frequente estas pessoas sofrerem alterações do metabolismo, como níveis elevados de açúcar, de colesterol e de triglicéridos no sangue. Um terço dos doentes de gota sofre cólicas renais e, destes, metade padece de um certo grau de insuficiência renal. Por outro lado, é frequente estas pessoas apresentarem a tensão arterial elevada, para além de terem um maior risco de sofrerem doenças coronárias.


Porque é que as mulheres têm uma maior predisposição para sofrer da doença, a partir da menopausa?

A razão é que, com a menopausa, produz-se uma descida do nível de estrogénios, hormonas que favorecem o metabolismo do ácido úrico, impedindo a sua acumulação no organismo.


Que importância têm os factores genéticos?

A influência genérica é muito importante, sobretudo nos homens. Existem casos de carências genéticas de determinadas enzimas, que causam um tipo de gora muito grave na infância, já que está associado a perturbações mentais muito importantes e pouco frequentes. Também é de carácter genético a ausência de outra enzima, que provoca gota nas mulheres, embora ocorram muitos poucos destes casos.


E os dietéticos?

A alimentação influencia muitíssimo o aparecimento de gota. Os excessos alimentares e, sobretudo, o elevado consumo de álcool podem ser, na maioria dos casos, os desencadeantes de ataques agudos, nas pessoas com níveis de ácido úrico habitualmente elevados.


Os traumatismos podem desencadear ataques de gota?

O ataque que ocorre no dedo grande do pé pode ser devido a pequenos traumatismos, provocados, por exemplo, por uma longa caminhada, com botas duras, quando não se está habituado a isso.


A hipertensão é outro factor de risco?

Cerca de 50% dos doentes de gota são hipertensos. O tratamento da hipertensão, com diuréticos, produz uma elevação dos níveis de ácido úrico e predispõe a sofrer crises de gota.


Com que outros factores de risco se relaciona?

Com valores elevados de açúcar e lipídos no sangue, com a hereditariedade, com o mau funcionamento renal, com determinadas doenças e com as intoxicações crónicas por chumbo – pelo uso de cerâmica vidrada para a conservação de alimentos e, sobretudo, pela continuação da água canalizada, através de canalizações de chumbo. Esta intoxicação, em particular, produz gota pela diminuição da filtragem renal e, com isso, da quantidade de ácido úrico eliminado através da urina.
O sexo masculino é outro factor de risco : por cada 10 homens que sofrem de gota, apenas uma mulher sofre desta doença. Também são factores de risco a idade – a maioria dos doentes tem 50 anos ou mais - , o sedentarismo e a obesidade.


Os ataques de gota podem aparecer na sequência de uma doença grave?

Os valores de ácido úrico tendem a elevar-se em todas as doenças em que ocorra destruição celular, como sucede em determinadas doenças malignas do sangue – anemia hemolítica, leucemia, etc. – ou no cancro; esses valores também aumentam em consequência de alguns dos tratamentos aplicados nesses casos. Não obstante, existem tratamentos adequados para que não se produzam crises de gota.


O seu tratamento é eficaz?

O tratamento da gota é eficaz, mas, por vezes, complexo, devido à necessidade de utilizar diversos fármacos associados, que variam segundo o tipo de doença e o estado do doente. Por isso, é muito importante evitar a automedicação.


Pode prevenir-se o aparecimento de gota?

As pessoas com antecedentes familiares de gota, vida sedentária, excesso de peso ou outros factores de risco, podem fazê-lo, moderando o consumo de álcool, evitando os excessos alimentares, sobretudo, de alimentos ricos em proteínas, e aumentando a ingestão de líquidos.


É necessária uma dieta rigorosa?

É imprescindível, no inicio do tratamento. Uma vez estabilizando o processo da doença e conhecida a resposta aos medicamentos, pode ser-se mais flexível, tendo em conta que as pessoas que sofrem de gota são propensas aos excessos alimentares.


Que alimentos são mais adequados para estes doentes?

As verduras, os produtos lácteos frescos e os hidratos de carbono, que são os mais pobres em purinas. É permitido o consumo moderado de peixes e de carnes brancas – frango e coelho -, preparados de forma simples e sem especiarias.
Recomenda-se beber muitos líquidos – até três litros por dia, dependendo do peso do doente - , de preferência água mineral bicarbonatada, sem gás. Também sumos, à excepção dos muito ácidos, e as infusões facilitam a eliminação de ácido úrico pela urina, prevenindo a formação de cálculos urinários. Devem evitar-se as bebidas alcoólicas ou fermentadas, as excessivamente ácidas e as infusões excitantes, pois favorecem o depósito de cálculos nas vias urinárias.


Qual é o prognóstico da gota?

Excelente. O tratamento é muito efectivo e a cura obtém-se na quase totalidade dos casos.



Partilhe: 

Veja também...

melhor colchão colunex

Conheça as melhores dicas para dormir melhor?

Sono e Saúde
Explore o Artigo
melhor colchão colunex

Qual o melhor colchão, almofada ou cama?

Produtos para Dormir Melhor
Explore o Artigo
sono e saude colunex ambiente Colchões

benefícios
Conheça os benefícios essenciais para um sono saudável e de que forma são oferecidos pelos colchões Colunex®. Aprenda a escolher o colchão ideal.

coleção
sono e saude colunex ambiente Almofadas

benefícios
Almofada enquanto complemento essencial no alcance de duas qualidades fundamentais para o sono saudável; postura e a hipo-alergenia.

coleção
sono e saude colunex ambiente Camas

benefícios
Camas que engrandecem a qualidade de sono, produzidas por um controlo interno único. Benefícios dos sommiers fixos, com arrumação e articulados.

coleção
sono e saude colunex ambiente Poltronas

benefícios
Conheça 5 características fundamentais e papel da poltrona terapêutica. Qualidades tecnológicas e benefícios para a saíde dos sistemas vibratórios.

coleção

Contacto

Encontre Lojas Oficiais, Revendedores & Hotéis

Solicite Tabela de Preços & Catálogos